domingo, 21 de dezembro de 2014

CASA DO MENOR SÃO MIGUEL ARCANJO DE PIRES NA MÃO



A Casa do Menor São Miguel Arcanjo, localizada no Condomínio Espiritual  Uirapuru, conhecido como CEU, que abriga crianças em situação de risco, anda de “pires na mão”, implorando à caridade pública para se manter . “Se não fora a generosidade dos nossos irmãos voluntários, já teríamos fechado todas as casas”. disse o coordenador Tiago Silva, que acrescentou. Em Fortaleza, eram cinco casas e uma delas foi fechada e, em janeiro, poderemos fechar mais uma, “porque não temos mais condições de receber as crianças que nos são enviadas pelo Conselho Tutelar”.

VENDENDO

Para sustentar a Casa, que hospeda hoje 37 crianças, estamos pedindo aos nossos colaboradores ajuda financeira e alimentos “e estamos aqui vendendo agenda e o livro “Presença no Inferno – Nas cracolândias” do Rio de Janeiro, de autoria do nosso fundador, Renato Chiera”, comentou o coordenador do projeto de Fortaleza, Tiago Silva, que esteve nesta manhã,na Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, onde os participantes da missa das 9 horas, viram uma apresentação da banda composta por crianças.  

CONVÊNIO


A Casa do Menor São Miguel tem um convênio com a Prefeitura de Fortaleza, mas há 18 meses não recebe um centavo do convênio, “mas vamos lutar para que essas crianças não voltem para as ruas e se tornem marginais”. São tristes as histórias que o coordenador do projeto contou logo depois da missa celebrada pelo padre Luís Gabriel, pároco de São João Eudes, na Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, nas proximidades do Iguatemi.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário