terça-feira, 21 de março de 2017

CAMPANHA DA FRATERNIDADE NA PARÓQUIA SÃO JOÃO EUDES



O Tempo da Quaresma nos provoca e convoca à conversão, mudança de vida e cultivar um caminho para seguir Jesus Cristo. E nesse tempo, todos os anos a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) apresenta a Campanha da Fraternidade como caminho de conversão  e enfoca , neste ano, o tema “Biomas Brasileiros e defesa da vida”. E o objetivo geral  dessa Campanha e nos chamar a atenção para cuidar da criação, de modo especial, dos biomas brasileiros, dons de Deus, e promover relações fraternas com a vida e a cultura dos povos, à luz do Evangelho.  A Igreja Católica tem sido há algum tempo uma voz profética na defesa da questão ecológica.
O que é um bioma? É um conjunto de vida formado por todos os seres vivos (animais e vegetais) de uma determinada região, cuja vegetação é similar e contínua, cujo clima é mais ou menos  uniforme e com uma formação que tem uma história comum, resultando numa diversidade biológica própria, onde vivem pessoas, povos resultantes da grande miscigenação brasileira. No Brasil temos seis biomar: A Amazônia, a Caatinga, a Mata Atlântica, o Cerrado eo Pampa, cada um com suas próprias riquezas e, também, fragilidades e desafios próprios , acarretados pela ação do homem distante do projeto de amor de Deus para a humanidade.
A Região Nordestina está no Bioma da Caatinga, que também tem a sua vegetação e fauna própria. E neste 3º Domingo da Quaresma as capelas da Paróquia São João Eudes,  Menino Deus (Igreja Matriz), Santa Luzia, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Nossa Senhora da Libertação e Misericórdia Divina abrindo a Campanha da Fraternidade de 2017 estão apresentando,como oferenda,  a água, vegetais, animais  e frutos constituintes do bioma da Caatinga.  

Na Capela Nossa Senhora do Perpétuo Socorro a campanha foi aberta na missa das 9 horas deste Terceiro Domingo da Quaresma, presidida pelo Monsenhor Idelfonso que fez uma homilia bastante objetiva sobre  responsabilidade que todos  temos com a Criação e com a nossa casa comum, o planeta Terra.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário